O sinal

Na solidão de nossa bolha automotiva, o sinal de trânsito é uma praça. Carregadores de celular, água mineral, peças de carro, serviços inúteis, limpador de para-brisa, água explode no vidro, ofertam o serviço, na mais feroz das recusas. O ato de negar torna-se mero ritual, após a negação vem a oferta, duas moedas da caixinha…

A tornearia

O torneiro e suas máquinas, seus ferros, sua tornearia, não é mecânico, é criador, lá não há prazo, há serviço bem feito, artista do ferro e do fogo, da prensa, do torno, arte de Ogum, Angra, Prometeu, dos hominídeos, da combustão, da explosão de estrelas mortas, pra ele não importa, chegou um cliente, gira, abaixa, fura,…