SETURN recebeu 30 mil da CMN em 2013

O Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros do Município do Natal (SETURN), que como o próprio nome diz: é um sindicato patronal e privado, recebeu da Câmara Municipal de Natal a quantia exata de R$ 30.188,60 no ano de 2013. As informações são do Portal da Transparência, que de transparente tem pouca coisa. O Portal já…

Dois amigos no rolezinho

Na praça de alimentação de um Shopping, em um centro urbano, dois amigos bebem enquanto conversam: -Que correria é essa? Acho que está tendo algum tumulto lá fora. -É o tal do rolezinho, não estava sabendo? Marcaram um para hoje. -Por que me chamou para cá então? -Moro a duas quadras daqui, gosto desse choop,…

Mídias independentes e a Ética do Discurso

Em uma época marcada pelo advento de novas tecnologias de informação e comunicação, as relações éticas, políticas e socais modificam-se de modo cada vez mais acentuado. Mudanças nas formas de produção e distribuição da informação acarretam em mudanças na forma como uma sociedade enxerga a si própria e ao mundo. Trazendo, com isso, novos dilemas,…

Janduí: o primeiro rei do Sertão

O primeiro rei do Sertão, muito antes de Conselheiro e Lampião, foi um potiguar. Ou melhor, era da terra potiguar, embora fosse um índio tapuia. Chamava-se Janduí, o “rei” dos Tarairiús. Seu acampamento principal localizava-se no vale do rio Açu, embora seu território se estendesse pelos sertões do Ceará à Pernambuco. Diziam algumas fontes que…

Bairro Neópolis: vida e morte de uma utopia

Margeada pela BR-101, quando a rodovia ainda era estreita e sem iluminação, estava a pacata Granja da Vassoura, uma área de 26 hectares distante nove quilômetros do centro de Natal; era denominada assim porque, em plena ditadura, resistia teimosamente uma vassoura com óculos, símbolo da campanha eleitoral de Jânio Quadros, último presidente democraticamente eleito até…

O pinta: cidadão natalense

O problema da expulsão dos pintas do Midway Mall é apenas um sintoma de um problema ainda maior: temos vergonha de nos assumir como uma cidade de pintas; Natal, a cidade da aparência, tem vergonha da aparência de seu cidadão mais típico. Pode-se argumentar, até com certa razão, que os individuos rotulados como pinta estavam…

Duas amigas no setor dois da UFRN

Você tem percebido ultimamente, pergunta a amiga sentada à direita, como está difícil encontrar pessoas interessantes nesse setor? Como conhecer alguém interessante aqui? Os mais autênticos espaços de convivência estão sendo negligenciados. Tiraram os bancos da pracinha da ADURN. Agora os espaços de convivência devem ser iluminados, vigiados, monitorados por câmeras, seguranças. – Qual o…