#ForaMicarla: aprendendo com os erros

Eram dezoito horas de uma caótica quarta-feira em Natal, os motoristas e cobradores de ônibus juntaram-se a outras categorias em greve como os policiais civis, e desde segunda paralisaram a cidade. Havia um clima tenso no ar, tanto no clima chuvoso, quanto na alma dos pacatos cidadãos natalenses. No domingo anterior, uma professora conterrânea após…